7 filmes na Netflix baseados em tragédias reais

Muitos diretores de cinema debruçaram-se sob as mais diversas histórias reais para dar vida a filmes quase inacreditáveis. É o caso de longas que usaram tragédias que aconteceram ao redor de todo o mundo. 

Sully: O Herói do Rio Hudson/Netflix
Listamos abaixo alguns filmes inspirados por tragédias reais que estão disponíveis na Netflix. Confira:


Mar em Fúria
Mesmo com uma grande tempestade a caminho, um pescador arrisca tudo em busca da grande sorte. Mas seu barco pode não aguentar.

Mar em Fúria
Sully: O Herói do Rio Hudson
Um piloto faz um pouso forçado em um rio logo após a decolagem. Após salvar a vida de todos os passageiros, ele é aclamado e rigorosamente investigado.

Sully
Pear Harbor
Dois pilotos e amigos de longa data se apaixonam pela mesma mulher, mas precisam deixar suas diferenças de lado quando os japoneses atacam a base naval de Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941.

Pear Harbor
A Hora Mais Escura
Os ataques terroristas sofridos pelos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001 deram início a uma época de medo e paranoia do povo americano em relação ao inimigo, onde todos os esforços foram realizados na busca pelo líder da Al Qaeda, Osama bin Laden. Maya (Jessica Chastain) é uma agente da CIA que está por trás dos principais esforços em capturar Laden, por ter descoberto os interlocutores do líder do grupo terrorista. Com isso ela participa da operação que levou militares americanos a invadir o território paquistanês, com o objetivo de capturar e matar bin Laden.

A Hora Mais Escura

22 de Julho
Após os terríveis atentados na Noruega, um jovem sobrevivente, famílias em luto e a população se unem na busca por justiça e superação. Baseado em fatos reais.

22 de Julho
Uma Vida Com Propósito
Baseado em uma história real, este filme acompanha Rachel Joy Scott, uma jovem de grande fé, morta em 1999 no massacre da escola de Columbine.

Uma Vida Com Propóstito
O Pianista
O pianista polonês Wladyslaw Szpilman (Adrien Brody) interpretava peças clássicas em uma rádio de Varsóvia quando as primeiras bombas caíram sobre a cidade, em 1939. Com a invasão alemã e o início da 2ª Guerra Mundial, começaram também restrições aos judeus poloneses pelos nazistas. Inspirado nas memórias do pianista, o filme mostra o surgimento do Gueto de Varsóvia, quando os alemães construíram muros para encerrar os judeus em algumas áreas, e acompanha a perseguição que levou à captura e envio da família de Szpilman para os campos de concentração. Wladyslaw é o único que consegue fugir e é obrigado a se refugiar em prédios abandonados espalhados pela cidade, até que o pesadelo da guerra acabe.

O Pianista